Amado(a) Irmão(a),

Quero neste mês, trazer um ensino da Palavra, para que você observe os benefícios que a oração em línguas traz, dando condições a Deus de promover você no seu chamado para o plano Dele ser cumprido através de você.

Veja Salmos 75:4-7 – “Digo aos soberbos: não sejais arrogantes; e aos ímpios: não levanteis a vossa força. Não levanteis altivamente a vossa força, nem faleis com insolência contra a Rocha. Porque não é do Oriente, não é do Ocidente, nem do deserto que vem o auxílio. Deus é o juiz; a um abate, a outro exalta.” A Palavra diz que é Deus que exalta as pessoas, portanto, não se deve querer que qualquer promoção venha de outros.

Vejamos o que a Palavra diz para nós que estamos no Novo Testamento e como funciona, I Pe.5:6 – “Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte.” Então, Ele está dizendo aqui que vai exaltar quando estiver pronto.

Tem pessoas que dizem, tenho orando muito em línguas, horas e horas, por dia, e quando é que Deus vai me usar? E com isso, muitos ficam descontentes e acabam culpando outros, dizendo que eles é que estão segurando o progresso no ministério.

Lemos em Salmos que promoção não vem de uma perspectiva natural, mas Deus é que irá levantar a pessoa. Quando se pensa que o pastor que segura o progresso, está pensando errado porque o pastor não é maior que Deus.

E, pensar que orou mais de oitocentas horas em línguas e ainda não viu o progresso no mistério, é pensar que a promoção vem do tanto de horas que orou, mas a promoção vem das mudanças que são feitas através das horas. Acontece que tem pessoas que são mais humildes diante de Deus e aceitam as mudanças e, assim a mudança da vida vai acontecendo,  através das horas de oração.

Atenção: oração em línguas muda vida, “mas” é preciso colaborar com o Espírito Santo para o que tem que ser feito. Oração em línguas não vai me forçar a nada, mas me leva a um lugar onde eu posso mudar. Quando eu oro bastante em línguas, o Espírito Santo vem me apresentar as mudanças e quando mudo, Deus começa a me promover. Então, não são as horas, mas as mudanças. Quando você começa a mudar do jeito que Deus deseja, você não terá frustrações por não ter mais promoções em sua vida.

Tem os que dizem, Deus me chamou para ser pastor, ou evangelista, etc. e onde está a igreja para eu pastorear, e quanto a ser evangelista, onde estão os convites????? Não é assim que funciona, nós somos mais impressionados conosco mesmos do que Deus.

Em nossas orações, devemos perguntar a Deus, para Ele nos mostrar, o que temos que ver, de acordo com a visão Dele e entender as coisas como Ele entende. E assim, toda vez que vierem aqueles pensamentos errados, de altivez mental, contra os pensamentos de Deus, você vai anula-los, deixando Deus ajustar você em tudo o que for preciso, pois Deus sempre vai usar você o máximo que puder.

Saiba que Deus procura por pessoas para Ele usar e manifestar Sua Glória e Poder. Ele não se preocupa com o passado de ninguém, mas Ele vai colocar cada um no lugar que Ele quer para fazer o que é da vontade Dele. Não somos nós que escolhemos.

Veja a importância de orar muito em línguas. Olhe o que diz I Co.14-2 – “Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.” Se você apenas orar com seu entendimento, você chegará a uma conclusão com sua concepção e não através das Escrituras. Com meu entendimento, posso chegar a muitas conclusões. Pois, os santos do Antigo Testamento oravam apenas com o entendimento e conseguiram muito e Deus respondia aos clamores deles, mas agora, no Novo Testamento, Deus nos deu o Espírito Santo com a oração em línguas para nos guiar.

O apóstolo Paulo era um homem muito culto e foi quem escreveu muito sobre orar em línguas, por isso não devemos descartar essa prática.

Nessa passagem, citada acima, vimos que orar em línguas fala direto com Deus e vem do Espírito Santo e brota do nosso espírito que é o lugar da comunicação com Deus. E, diz também, que quando oro em línguas oro os mistérios de Deus.

Continuando com a leitura, veja, agora, o que diz o V.4 – “O que fala em outra língua a si mesmo se edifica, mas o que profetiza edifica a igreja.” Está dizendo aqui, que orar em línguas traz edificação espiritual, meu espírito cresce. Por exemplo: se eu for na academia, estarei edificando meu corpo físico, mas se oro em línguas eu edifico meu espírito, fazendo com que ele amadureça.

Vamos para o V.15 – “Que farei pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente.” Ele está dizendo aqui que é para orar em línguas e orar com o entendimento também, é para juntar os dois. É para cantar em línguas, como uma adoração ao Senhor; você ora em línguas e canta em línguas também.

Veja Romanos 8:26 – “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis.” Então, vimos, anteriormente, que temos que orar com nosso entendimento, mas com essa passagem entendemos que devemos orar a maior porcentagem do tempo em outras línguas, pois estamos orando a vontade do Pai para nossas vidas.

Vamos, agora, para Judas 20 – “Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo.” A Palavra diz que devemos andar por fé e não pelo que se vê, portanto, se eu não orar em línguas como vou edificar a minha fé? [Entenda que fé não é apenas crer que Jesus é o Filho de Deus, mas que eu tudo posso naquele que me fortalece e muito mais que isso.] Se eu orar bastante em línguas vou edificar minha fé santíssima e vou viver pela fé e agir de acordo com ela. V.21 – “Guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna.” Diz aqui que orar em línguas desenvolve o andar no amor de Deus, conforme está escrito também em Romanos 5:5 – “Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.” Andar no amor de Deus não quer dizer ser agradável às pessoas, aí está a confusão; por exemplo: vem uma pessoa até você que usa drogas, fuma maconha, bebe cerveja, vodka, etc., e você diz, tudo bem, cada um faz o que quer, eu aceito. Certo, isso é amor, mas não é o padrão do amor de Deus. Então, orar em línguas amadurece o andar com Deus em Seu amor.

Estamos aprendendo que, orar em línguas, edifica a fé acima da incredulidade. A falta de fé é orar e não obter resultado, porque tudo é possível àquele que crê. É preciso ver se tem mais incredulidade do que fé.

Orar em línguas me edifica acima da doutrina errada. A luz vem e eu entendo a Verdade. Também me edifica acima da carne com relação ao pecado, naquilo que eu não quero mudar, porque acho que não tem importância para meu relacionamento com Deus. Paulo fala que temos que mortificarmos a carne. Orar em línguas, me deixa livre da falta de perdão. E, também, faz com que eu não aceite pregações que estão erradas porque conheço a Verdade, não vou mais aceitar isso.  Por exemplo: levo meu carro no mecânico para consertar e ele esquece de por uma peça importante para o motor. Isso quer dizer que não vou aceitar ouvir os pregadores que não estão corretos quanto a doutrina, e com certeza, esses não estão orando o suficiente em línguas.

Orar em línguas também vai te deixar livre das coisas do mundo e das tradições religiosas. Outro benefício de orar em línguas é de não ficar um cristão morno.

Pois bem, tudo isso leva tempo para acontecer porque é fruto de um processo de busca e oração, mas se perseverar as mudanças começam a acontecer em sua vida e a Imagem de Cristo vai aparecendo em você.

Creio que você já está bem empolgado para orar mais em línguas e chegar no ponto de querer mudar e chegar lá. Deus está esperando você para promover seu ministério com muitas bênçãos. Aproveite!

Graça e Paz!

Ana Maria.

Print Friendly, PDF & Email