Amado(a) Irmão(a),

O tema da carta deste mês são as nossas emoções. Se as examinarmos, podemos verificar o quão inconstantes elas são. Por exemplo, pense em como você se sente ao levantar todas as manhãs: em um dia você está bem, no seguinte, se sente triste ou desanimado. Em um dia, tem a certeza de que é salvo, no outro, perdido.

É fato que, diariamente, em muitos momentos, temos pensamentos estranhos e fortes. Quando isso acontece, há apenas duas escolhas: crer no poder da Palavra ou não crer. E é por isso que Deus nos deu a Sua Palavra: para andarmos em segurança.

Vejamos o que está escrito em Salmos 1:1:

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Você sabe o que é ser um “escarnecedor”? No decorrer desta carta você saberá. Tenho certeza de que você não quer ser um, assim como também não vai querer andar com um deles.

 

Vamos ler o que a Palavra diz em Marcos 5:22-36:

[…] Eis que se chegou a ele (Jesus) um dos principais da sinagoga, chamado Jairo, e, vendo-o, prostrou-se a seus pés e insistentemente lhe suplicou: Minha filhinha está à morte; vem, impõe as mãos sobre ela para que seja salva, e viverá. Jesus foi com ele […]. Falava ele ainda quando chegaram alguns da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: Tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre?  Mas Jesus sem acudir a tais palavras disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente.

Na passagem acima, Jesus estava dizendo a Jairo para não temer, embora as circunstâncias mostrassem o pior. O caso era gravíssimo, de morte, mas Jesus disse: “crê somente”.  Eu bem sei que a nossa função é a de crer, somente e sempre, de acordo com o que Jesus diz. Vamos aprender com a Palavra como colocar essa confiança em prática.

O restante da passagem em Marcos 5:37-39 diz:

 Contudo, não permitiu que alguém o acompanhasse, senão Pedro e os irmãos Tiago e João. Chegando à casa do chefe da sinagoga, viu Jesus o alvoroço, os que choravam e os que pranteavam muito. Ao entrar, lhes disse: Por que estais em alvoroço e chorais? A criança não está morta, mas dorme.

Essa é uma certeza: teremos de conviver com alvoroço ao nosso redor. Então, não importa o que sentimos, não importam os fatos: as pessoas virão nos rodear com tristeza e incredulidade. Isso não quer dizer que as pessoas sejam más, mas elas virão, com seus sentimentos, nos desencorajar, em vez de nos animar com a fé. E foi a respeito dessa atitude que Jesus disse: Por que estais em alvoroço e chorais?

Jesus queria que todos cressem no Evangelho, que é sobrenatural, que é a revelação do que nosso Pai Celeste é. Então, devemos ter cuidado para não racionalizarmos a Palavra de Deus, como o mundo faz.

Pergunte a si mesmo: Estou racionalizando a Palavra de Deus?

Sabe qual é o problema? Você confessa a Palavra e sua mente contesta e duvida. Você pode estar salvo há trinta anos e ainda estar com os mesmos problemas, apenas porque você se deixa guiar pela lógica.

O primeiro milagre que Jesus fez foi transformar água em vinho. Devemos crer que Ele faz o mesmo conosco também: ele vai transformar o que for preciso, porque Ele é O Criador. Não importa o que as emoções dizem, somos novas criaturas em Cristo Jesus: apenas creia, e pronto! As coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas!

Voltemos a Salmos 1:1-2:

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Sim, amados, precisamos meditar na Palavra constantemente. Mas como fazer isso? Quando nascemos de novo, o nosso espírito nasceu puro e limpo. A alma, entretanto, está poluída: nela há vícios, pecados, defeitos; ela gosta do que é do mundo. Por isso, temos que equipar nossas almas, assimilando a Palavra de Deus por meio da leitura da Palavra. Comece por um livro pequeno, lendo-o por trinta vezes; depois, passe para a leitura de outro livro por mais trinta vezes, e assim por diante. Durante esse processo da leitura contínua da Palavra, você entrará na meditação da Palavra. É assim que plantamos a semente, pois a Palavra de Deus é como uma semente. E é dessa maneira simples que você se achegará a Jesus.

O diabo se regozija em quem anda no pecado, porque assim ele consegue parar o progresso espiritual. Mas quem medita na Palavra de Deus muda de vida, isto é, aprende a andar no espírito e não na carne.  E se aprendermos a meditar na Palavra, vamos andar no sobrenatural, que agirá nas coisas impossíveis.

O mundo traz pressão para as nossas vidas; sentimentos como o desânimo, o descontentamento e a infelicidade são comuns atualmente. O melhor que fazemos quando experimentamos esses sentimentos é sair dessa condição bem depressa! Precisamos aprender rapidamente como andar no espírito e no poder de Deus.

O mundo contesta a Palavra de Deus: quantos duvidam se a Palavra de Deus é a Verdade; duvidam até mesmo de Jesus. Tolo é o que duvida de Deus.

No começo desta carta, lancei a pergunta: Você sabe o que é um escarnecedor? A seguir, veja um exemplo bíblico desse comportamento.

Vamos observar o que está escrito em Marcos 5:40, quando Jesus chegou à casa de Jairo, o chefe da sinagoga, onde sua filha era velada:

         E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele estavam, e entrou onde a menina estava deitada.

Os que estavam na casa de Jairo riram de Jesus, pois julgaram que ele não seria capaz de fazer nada, afinal, acreditavam que a menina estava morta. Perceba que também temos esse comportamento de dúvida e desdém quando as circunstâncias vêm.

Essa é outra pergunta que você deve fazer a si mesmo: Quantas vezes você preferiu crer nos problemas pelos quais estava passando em vez de aceitar o que Jesus diz (Crê somente)?

A verdade é que, se eu aprender a meditar na Palavra, terei outra fonte de recursos, pois Jesus disse: Tudo é possível àquele que crê!  E diante disso não será possível desdenhar nem duvidar das Suas Promessas, que me confortam: Eu tenho cuidado de você!

Agora, voltemos ao primeiro versículo desta carta, em Salmos 1:1. Não devemos procurar conselhos nos escarnecedores; isso nos destruirá. Nesses conselhos não há sustento, pois somente com a Palavra há fé. É importante sabermos que o comportamento que observamos em Marcos 5, quando as pessoas duvidaram de Jesus e riram dele, descreve exatamente o que a Palavra define como um “escarnecedor”: esses são os que duvidam de Jesus e nunca receberão nada dEle.

Jairo creu, somente, e foi agraciado. Marcos 5:41-42 diz:

          Tomando-a pela mão, disse: Talitá cumi!, que quer dizer: Menina, eu te mando, levanta-te! Imediatamente, a menina se levantou e pôs-se a andar; pois tinha doze anos […].

Essa situação serve também para nós. Se cremos, a Palavra entra nas situações mortas e traz vida. Jesus é a Palavra do Pai feita carne. Assim, o que temos que fazer é irmos para a Palavra de nosso Pai para adquirirmos tudo o que precisamos; está escrito que o Pai enviou sua Palavra para nos curar.

É necessário aprender a achar, na Palavra de nosso Pai, o que precisamos. Então, plante essa Palavra no seu coração como uma semente, conforme o apóstolo Tiago ensina em sua carta, em Tiago 1:21:

          Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma.

Pois é, você já aprendeu como implantar a Palavra no seu coração, por meio da meditação. E para meditar você precisa assimilar a Palavra: você vai fazer isso pela leitura da Palavra, repetidas vezes, de cada livro do Novo Testamento.

Vamos continuar com o que está escrito em Salmos 1:3:

          Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto faz será bem-sucedido.

Vemos aqui que a fonte da nossa vida tem que ser a Palavra de Deus, não importando se o mundo todo é um deserto. Se tudo ao meu redor está mal, eu vou colocar os meus pés na Palavra de Deus para meditar nela dia e noite: essa fonte vai me sustentar em tudo e criar na minha vida o que não existe.

Vejamos Salmos 1:4-6:

          Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa. Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, na congregação dos justos. Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá.

O jeito de o ímpio viver está de acordo com o mundo; para o homem natural o jeito do mundo lhe parece certo, mas os caminhos do mundo levam para a morte. Nós não queremos andar de acordo com o mundo, mas sim de acordo com Deus.

Lembre-se: se o diabo conseguir dominar sua mente, você estará derrotado.

A fé é mais do que somente crer no coração. Perceba que a fé tem dois pontos fundamentais: crer no coração e dizer com a boca. Os pensamentos tentam te convencer, mas você tem que dizer com a sua boca o que Deus diz sobre você.  Ao fazer isso, as emoções se derretem como a neve debaixo do sol, e você começa a se sentir vitorioso e forte.

O inimigo não tem nenhum poder efetivo contra a Palavra de Deus. Lembre-se de como Jesus lidou com os ataques do diabo (Mateus 4), simplesmente dizendo: Está escrito.

Saiba de uma coisa, os soldados não são treinados no campo de batalha, na hora da guerra, mas o treinamento ocorre bem antes que a guerra aconteça. Dessa forma, comece agora mesmo a buscar a Palavra de Deus para meditar nela dia e noite. Confesse o que ela diz sobre a sua vida, orando no Espírito continuamente.

Se você for atacado com pensamentos para desistir ou buscar solução no mundo, corra para a Palavra e comece a falar o que ela diz sobre sua vida: logo você estará liberto. O Espírito Santo sempre lhe ajudará a vencer o mal por meio da Palavra de Deus.

Graça e Paz,

Ana Maria Dias

Print Friendly, PDF & Email