Amado(a) Irmão(a),

Vamos observar nas Escrituras, com cuidado e atenção, para aprendermos como treinar nossa alma, para andarmos com Jesus, no dia a dia.

Vamos começar com I Tes.5:23 – “O mesmo Deus da paz os santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” Deus é Espírito e nós temos um espírito, uma alma e um corpo. Você se lembra daquela passagem em Lc16:19-31 onde Jesus fala que Lázaro e o homem rico morreram e que um foi para o Céu e o outro foi enterrado e que no inferno o homem rico olhou para cima, que quer dizer para o Céu e viu Lázaro lá, e no inferno ele sabia quem eram os seus irmãos e onde moravam e se lembrava também de Lázaro e de como ele o tratava. Pois bem, a partir daí, sabemos que somos um espírito e temos uma alma e ela está tão em nós que é preciso da Palavra de Deus para separar o espírito da alma. Somos tão identificados pela nossa alma que precisamos da Palavra para não pensarmos que somos apenas alma.

Vejamos a definição que a Bíblia dá sobre a carne em Gálatas 5:24 – “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com  suas paixões e concupiscência.” Fomos crucificados com Cristo na carne e temos a tendência em pensar que nossa carne tem a ver com o corpo físico, é certo que ela tem alguns aspectos do físico porque ela gosta das coisas do mundo, por exemplo, o corpo gosta de  bebidas alcoólicas, nicotina e se deixar vai acabar em vício, pois são apetites que já nascemos com eles.

Veja Gálatas 5:19 – “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia…”, o corpo físico não tem moral, ele só sabe o que é se sentir bem, não se importa com o que Deus pensa e nem com o que eu mesma penso. Portanto, a carne não se baseia no que é moral ou santo, mas no que dói. Assim, a carne (alma) gosta das químicas para se sentir bem, coisas que afetam o cérebro físico. Os vícios estão no físico influenciado pela carne (alma), e quando se gosta muito dos vícios a pessoa se encontra com sérios problemas em sua vida, mas Glória a Deus pela oração em línguas.

É fácil discernir quando a alma está agindo, no caso de odiar alguém, esse sentimento não vem do corpo físico e sim da alma. E, se não crucificarmos a carne, não vai demorar muito para sermos guiados pelas emoções. Somos exaltados no Reino de Deus quando sentamos no último lugar, mas a alma não aceita isso porque foi ela que nos guiou por toda nossa vida, e agora, nosso espírito tem que estar forte para por a alma no último lugar. O espírito tem que lidar com a alma como se lida com uma criança que não sabe o caminho, assim o espírito tem que colocar sua mão espiritual sobre a alma e força-la a se sentar no último lugar e tomar a posição de serva do Senhor.

Observe a importância da oração pessoal, diariamente, para começar ouvir as orientações de Deus dizendo em que você tem que mudar no seu comportamento; e nesse momento a sua alma grita resistente em permanecer na liderança, porque quer impedir seu crescimento espiritual. Procure ler, no livro de Provérbios, e veja o que ele fala sobre criança, e aplique a sua alma, porque a alma age exatamente como uma criança pequena e birrenta, se joga no chão e grita e chora porque quer, porque quer, ela não quer saber se é para o bem ou não, mas ela quer. E, o corpo gosta do que lhe satisfaz. Veja Provérbios 22:6 – “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”.

A alma foi dada ao espírito como uma ferramenta.  Antes de nascermos de novo vivíamos na alma porque nossos pais colocaram uma consciência em nós aplicando advertências, por exemplo, se você mentir você não vai ganhar o que pediu, e assim por diante. Mas, quando nascemos de novo, Deus escreveu a Lei do Amor em nosso espírito e, se andarmos em amor através do espírito, não obedeceremos os desejos da carne, porque o amor não causa dano para ninguém.

A primeira função da alma, depois que nascemos de novo, é se manter pronta para ser crucificada, porque ela quer coisas opostas ao espírito e os dois nunca vão ter concordância; um quer ir para cruz, todos os dias, e o outro quer ser “senhor” todos os dias. Vou dar um exemplo, seu espírito diz para a alma, vou jejuar dois dias sem comer nada e a alma diz, mas dois dias inteiros é demais. Você pode ouvir a discussão entre os dois dentro de você, é muito real. A alma vai tentar negociar porque ela quer tudo e não se importa com o plano de Deus para a sua vida, confirmamos isso em Gálatas 5:17 – “Porque a carne milita contra o espírito, e o espirito, contra a carne, porque são opostos entre si, para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.”

Assim como os pais têm que treinar os filhos para não darem problema quando chegam na adolescência, temos que treinar nossa alma. Veja o que diz Provérbios 22:6 – “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” A alma ouve a Verdade através do nosso espírito nascido de novo. Nosso espírito é adulto e é quem realmente nós somos.

Vejamos Provérbios 22:15 – “A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da disciplina a afastará dela.” A estultícia está ligada a alma e a vara da correção é a Palavra de Deus. Por exemplo, a criança quando não quer acordar cedo para ir a escola, ela finge que não está passando bem e nem quer estudar, então, o pai vem com autoridade e manda a criança levantar daquela cama, com advertência, dizendo que tem que estudar para ser alguém na vida e põe pressa na criança, para mostrar os compromissos que têm que ser cumpridos; e, é assim mesmo que temos que fazer com nossa alma, temos que ditar ordens para ela todos os dias. Já nascemos de novo e fomos capacitados em nosso espírito para usarmos domínio sobre nossas emoções, foi exatamente o que vimos no último versículo citado, que a estultícia está ligada ao coração da criança e precisa da vara da correção.

Continuando, vejamos Provérbios 23:13 – “Não retires da criança a disciplina, pois se a fustigares coma vara, não morrerá.” É muito importante saber que quando a alma está errada, nosso espírito sabe, porque temos agora uma consciência com o novo nascimento e ela nos avisa dos compromissos e responsabilidades e obrigações quando nossa alma quer ficar dormindo mais um pouquinho e não quer se levantar, dando desculpas que está cansada e precisa muito descansar. Veja Provérbios 23:24 – “Grandemente se regozijará o pai do justo, e quem gerar a um sábio nele se alegrará.” Saiba que a sua alma pode se tornar sábia. Você já ouviu aquele versículo que diz: “…não se conforme com este mundo, mas seja transformado pela renovação da sua mente? (Rom.12.2).” A mente é parte da alma, assim como as emoções e a vontade própria também; ela vai sempre entrar em guerra com o espírito mas não vai dar tanto problema como dava antes de ser renovada.

Observe Provérbios 29:15 – “A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar sua mãe.” A vara e a disciplina quer dizer, orar em línguas e implantar a Palavra no coração; se você não fizer algo à propósito para mudar a alma, você vai viver uma vida de vergonha, porque a alma é como a água que sempre busca o caminho mais fácil, ela nunca vai subir a montanha, mas descer, então a alma vai trazer vergonha. Trate sua alma como uma criança. A alma se torna sua serva se seu espírito serve ao Senhor, em espírito e verdade.

As obras de Deus vêm do espírito e a alma tem que se manter no lugar de serva; mas, eu quero saber, onde está a autoridade para decidir a minha vida de oração? Por exemplo, amanhã, pela manhã, vou orar duas horas em línguas, não estou falando de orar enquanto eu dirijo o carro, mas estar no quarto de oração, orando, enquanto me aquieto por dentro para ouvir Deus.  Se você fizer isso, você vai saber a diferença entre estar a sós em oração e, orando enquanto está nalgum lugar aguardando sua vez na fila do banco, por exemplo.

Vamos lembrar do Tabernáculo como ele era, no Santo dos santos tem uma cortina e tem uma cadeira antes dela; você põe a sua alma sentada lá antes da cortina, e o seu espírito entra depois da cortina para ter comunhão com o Espirito Santo.  A alma fica lá sentada, por duas horas, e vai ficando entediada porque não entende nada da oração em línguas e o corpo fica cansado de estar lá sentado, mas, o espírito está se fortalecendo neste processo. Com o passar do tempo você recebe a paz e a alma não fica mais entediada, nem o corpo cansado, durante a oração. A alma sabe que a cada hora dada ao Espírito Santo, ela vai perdendo o controle sobre a sua vida, por isso entra em guerra, fazendo você dormir ou se desinteressar de orar para que o seu espírito não dê ordens para sua vida, por isso é que tem que crucificar a carne, as emoções, a sua própria agenda, para acontecer o que está na agenda de Deus. Isso não vai acontecer se não disciplinar sua a alma e fizer o seu espírito crescer.

Tem coisas que Deus quer falar conosco, mas não estamos capacitados e nem suportamos ouvir o que Ele tem a dizer. A operação do Reino de Deus é pelo espírito e não pela alma. Quando a Palavra toca meu espírito, ele detecta o que está em minha alma e sabe que correção ela precisa para deixar de ser rebelde. Não permita que a sua alma esteja acima do seu espírito, como por exemplo, você diz: vou orar, e a alma responde: ah, não, agora não, e assim por diante, ela sempre age como uma criança.

Saiba que o seu “eu” é o seu espírito não a sua alma, ela é apenas uma ferramenta. Antes, nossa alma nos possuía, mas Jesus disse que nós só vamos possui-la com perseverança. Antes, a alma definia a parte nossa que nos identificava, o nosso ego, por isso que Jesus disse: pega a sua cruz e segue-me. Mortifica os feitos da carne, entregando-se as orações.

Assim, busque um tempo, no seu dia, para estar com o Senhor, através da oração em línguas, adoração pessoal e a Palavra, e aos poucos a sua alma será transformada pela Palavra de Deus e o fardo da sua vida será trocado pelo descanso que Jesus lhe dará.

Graça e Paz!

Ana Maria.

Print Friendly, PDF & Email