Amado(a) Irmão(a),

Durante todos esses anos de minha caminhada com Deus, tenho aprendido que ter intimidade com Ele é muito importante. O Espírito Santo age em nós de acordo com nossa submissão a Ele, e isso só se torna possível com essa intimidade. Nós já sabemos que a oração em línguas nos faz entrar na Presença de Deus, mas aprendi que adorar a Deus abre uma regra para a intimidade. Observe o que está escrito em Salmos 22:3:

         Contudo, tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel.

Leia novamente o versículo acima. Agora, substitua Israel pelo seu nome. O apóstolo Paulo disse, na carta aos Romanos, que a verdadeira circuncisão é feita espiritualmente, quando se nasce de novo; dessa forma, esse versículo se aplica tanto para eles (Israel) como para nós também. O verbo “entronizar” quer dizer “habitar”. Ou seja, entendemos que Deus se põe (habita) em nosso meio quando começamos a adorá-Lo, não importa se estamos na igreja ou sozinhos.

Ao adorar a Deus de todo o coração, entramos automaticamente em contato com cura, paz, libertação, provisão, proteção, pois tudo está Nele: tudo está no louvor e na adoração.

Mesmo sem a imposição de mãos, vemos curas acontecer na igreja durante a adoração. Isso acontece porque Ele está presente e age de acordo com as necessidades de todos. Vamos confirmar o que estou dizendo em Sofonias 3:17:

         O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te, ele se deleitará de ti com alegria, renovar-te-á no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo (cantos).

Veja o que faz o verdadeiro culto de adoração ao Senhor. Está confirmado: Ele se faz presente, e mais, Ele mesmo se deleita com o povo que O adora de todo o coração. Você já imaginou se você parasse agora e desse alguns minutos da sua vida só para adorar a Deus? Saiba que o Coração Dele se derrama sobre você para te abençoar, para estar com você na sua vida e te ajudar nas situações que você está vivendo.

Jesus fala sobre essa prática do louvor em Mateus 21:16:

         E disseram-lhe: Ouves o que estes estão dizendo? Respondeu-lhes Jesus: Sim, nunca lestes: Da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor?

No trecho acima, Jesus está citando o Antigo Testamento (Salmos 8:2):

Da boca de pequeninos e crianças de peito suscitaste força, por causa dos teus adversários, para fazeres emudecer o inimigo e vingador.

O versículo de Salmos, acima, diz “força”, mas Jesus (em Mateus 21:16, como vimos) falou louvor. Ele não se enganou ao dizer louvor, mas estava apenas esclarecendo essa profecia dada em Salmos.

Há uma força que vem de Deus e se manifesta no louvor e na adoração. Jesus até chegou a falar dessa prática com a samaritana, pois ao adorarmos a Deus em Espírito e em Verdade nos tornamos fortes espiritualmente. Ele diz também que o louvor e a adoração emudecem o inimigo (Salmos 8:2): sabemos que nosso inimigo é o diabo, e quando louvamos o Santo Nome do Senhor, o inimigo é obrigado a parar com as mentiras que semeia em nossas vidas.

Sei que muitas vezes você tem sentimentos e pensamentos que lhe dizem: Não estou com vontade de adorar o Senhor”, mas siga as instruções de Jesus e O adore. O louvor e a adoração calam o inimigo! Então, procure adorar o Senhor mesmo não sentindo vontade, force a si mesmo a exercer essa prática, veja a importância e a ênfase que Deus dá a isso, pois essa é a chave para andar em libertação.

Eu sei que há pessoas tímidas, que ficam envergonhadas em levantar as mãos e levantar a voz na frente dos outros e acabam se privando dessa fonte de benção que são o louvor e a adoração. Mas encorajo você a louvar mesmo timidamente; aos poucos essa prática vai trazer a Presença de Deus, e você mesmo vai perceber que ninguém está olhando para você, era apenas uma impressão causada pelos sentimentos, e então tudo começará a mudar.

Observe o que se lê em Hebreus 13:15:

         Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome.

Perceba que a Palavra diz “sacrifício de louvor”: são aqueles momentos em que você não quer fazer isso (está cansado, chateado, talvez até porque tenha se desentendido com alguém a caminho da igreja, por exemplo), então louvar passa a ser um sacrifício. Ou então, sabe aqueles dias em que você se sente péssimo e não quer mesmo adorar a Deus?  Lembre-se, então, de que Ele é o Salvador e a Ele pertence todo louvor e toda adoração. Justamente, Ele quer ter essa experiência com você nesses momentos difíceis. Faça esse “sacrifício”, comece a adorá-Lo e, de repente, você vai notar que aqueles sentimentos já não estão mais lá; mas veja: você se forçou a adorar o Senhor.

O ato de se forçar a adorar o Senhor não é religião, porque a religião não vive de práticas, mas de aparência. A religião não obedece às ordens de Deus, mas faz o que satisfaz a alma. Assim, observando a Palavra, Deus está dizendo que devemos adorá-Lo e louvá-Lo sempre. Precisamos obedecer a Deus.

Vejamos agora Salmos 149:1-9:

         Aleluia! Cantai ao Senhor um novo cântico e o seu louvor, na assembleia dos santos. Regozije-se Israel no seu Criador, exultem no seu Rei os filhos de Sião. Louvem-lhe o nome com flauta; cantem-lhe salmos com adufe e harpa. Porque o Senhor se agrada do seu povo e de salvação adorna os humildes. Exultem de glória os santos, no seu leito cantem de júbilo. Nos seus lábios estejam os altos louvores de Deus, nas suas mãos, espada de dois gumes, para exercer  vingança entre as nações e castigo sobre os povos; para meter os seus reis em cadeias e os seus nobres, em grilhões de ferro; para executar contra eles a sentença escrita, o que será honra para todos os seus santos. Aleluia!

Neste salmo, uma guerra espiritual está sendo descrita. Eu tive que aprender a guerrear para amarrar o inimigo e receber as bênçãos. Você também deve fazer do louvor e da adoração ao Senhor um estilo de vida para que sua casa e família estejam sob a proteção de Deus e para que o inimigo fique amarrado. Não deixe o diabo destruir sua família, seus filhos, seu casamento, sua carreira, etc. Deus lhe dá a autoridade Dele e ela deve ser exercida contra o inimigo.

Se você tem vícios e sente a pressão daquelas vozes tentando seduzir você, saiba que se começar a adorar a Deus sistematicamente, você será livre de tudo, tudo mesmo. O poder vai ser liberado e você se perguntará por que não fez isso antes: você já teria se libertado há muito tempo.

Sabe quando os ataques do inimigo vêm e o relacionamento com as pessoas se torna insustentável, e elas nos prejudicam com suas maldades? O caminho no meio dessa tormenta é adorar o Senhor diariamente, por um certo período de tempo. Esse inimigo que está agindo por meio dessas pessoas vai ser emudecido (calado), e então, chega a hora em que as pessoas mudam suas atitudes conosco, porque nos enxergam com os olhos de Deus. E tudo isso acontece porque no louvor e na adoração o inimigo foi amarrado e emudecido e teve que parar com os ataques. É simplesmente maravilhoso o que acontece.

Veja agora os versículos 1 a 6 de Salmos 150:

         Aleluia! Louvai a Deus no seu santuário, louvai-o no firmamento, obra do seu poder. Louvai-o pelos seus poderosos feitos, louvai-o consoante a sua muita grandeza. Louvai-o ao som da trombeta, louvai-o com saltério e com harpa. Louvai-o com adufes e danças; louvai-o com instrumentos de cordas e com flautas. Louvai-o com címbalos sonoros; louvai-o com címbalos retumbantes. Todo ser que respira louve o Senhor. Aleluia!

Aqui instrumentos foram citados, mas perceba que a ordem é que todo ser que respira deve louvar a Deus. Se você está respirando aí, agora mesmo, enquanto lê essa carta, então saiba: você deve adorá-Lo.

Veja agora Colossenses 3:16:

         Habite ricamente em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.

A glória que é liberada por meio de quem está adorando de todo coração vai causando um impacto no ambiente e chega a tocar o outro que está por perto. Em Efésios 5:18-19, podemos ler:

         E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais.

As pessoas bebem para esquecer os problemas, pois não querem lidar com eles; só que ficar bêbado não é a solução. É a adoração pessoal que vai livrar você do mal. Com certeza, você se lembra de Davi, que adorava a Deus enquanto pastoreava, mesmo que nem sempre estivesse com a harpa na mão. Então, ele cantava sem instrumentos, e sempre venceu o inimigo, incluindo o filisteu, o gigante, o leão e o urso.

Então, quais são as instruções de Deus para nossa vitória diária? Veja em Romanos 8:13:

         Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis.

Esse versículo acima é um fundamento: quanto mais você deixa sua carne em sujeição ao seu espírito, mais Jesus vai ser exaltado em sua vida. Veja, é a sua carne, e não a Dele, então a responsabilidade é sua, e não Dele. Saiba que a graça vai te dar força para deter a carne, mas não vai parar você, porque depende do seu coração.

Nós, crentes, muitas vezes agimos pensando que Deus vai fazer tudo e nós só vamos receber, mas não é assim que funciona. Quando nascemos de novo, Deus nos deu um potencial para fazer com que nossa alma se submeta ao nosso espírito. Foi o mesmo que aconteceu com Adão no Jardim: Deus o pôs lá no Jardim e disse: “ Você pode comer dos frutos de todas as árvores, menos os dessa aqui, que é a árvore do conhecimento do bem e do mal”. O problema é que Adão não exerceu o domínio próprio para obedecer a Deus. E é a isso que Romanos 8:13 está se referindo. Agora que recebemos a vida de Cristo Jesus, devemos nos controlar para não satisfazermos os desejos da carne (alma).

Você se lembra de como Jesus lidou com o diabo lá no deserto quando foi tentado? A toda tentação ele disse não. E é isso que devemos fazer: simplesmente dizer não.

Cuidado com o tempo que você dedica a certas tarefas na sua vida. Tarefas que impedem que você chegue diante de Deus para adorá-lo. Quanto tempo você passa fazendo trabalhos manuais, assistindo a um esporte na TV, ou até mesmo a um bom filme? Quanto tempo você gasta na internet ou na academia? Em princípio, não há mal nessas coisas, não são pecados. Mas você dedica sua vida a essas “tarefas” e deixa de lado o louvor e a adoração ao Senhor. Lembre-se de que espairecer com seus hobbies não irão fortalecer o seu espírito, e nem tampouco calarão o inimigo. Mas, por meio do louvor e da adoração, o inimigo será derrotado, seu espírito vai ser fortalecido para dominar sua alma e, aí sim, a vitória será sua.

Meu irmão, minha irmã, aqui estão os ingredientes para se ter a fé que move montes: orar em línguas, louvar e adorar a Deus a sós, ler a Palavra. Com a prática da oração e da adoração, você entrará na intimidade com Deus e andará em vitória sempre.

Graça e Paz,

         Ana Maria Dias

Print Friendly, PDF & Email