Amado(a) Irmão(a),

         Em razão do grande número de pessoas que me procuram para tirar dúvidas sobre o dízimo, vou apresentar, neste mês, um ensino totalmente baseado na Palavra de Deus. É importante que não haja dúvidas e se tenha segurança quanto a essa prática.

Vamos começar pelo clássico texto, muito usado para exortar o povo de Deus a ofertar e dizimar, em Malaquias 3:8-10:

Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda. Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida.

Já ouvi dizer que quem está em falta com o dízimo na igreja que frequenta nem pode pedir oração, pois o pastor que aceitar orar por essa pessoa pode ser amaldiçoado juntamente com ela. Muitos irmãos creem que é assim que funciona, e até há um certo sentido, pois, como lemos acima, o Senhor falou sobre a maldição relacionada ao ato de não ofertar e dizimar. Contudo, vamos analisar com cuidado as instruções de Deus para as tribos de Israel, em Números 1:47-51:

Mas os levitas, segundo a tribo de seus pais, não foram contados entre eles, porquanto o Senhor falara a Moisés, dizendo: Somente não contarás a tribo de Levi, nem levantarás o censo deles entre os filhos de Israel; mas incumbe tu os levitas de cuidarem do tabernáculo do Testemunho, e de todos os seus utensílios, e de tudo o que lhe pertence; eles levarão o tabernáculo e todos os seus utensílios; eles ministrarão no tabernáculo e acampar-se-ão ao redor dele. Quando o tabernáculo partir, os levitas o desarmarão; e, quando assentar no arraial, os levitas o armarão; o estranho que se aproximar morrerá.

As instruções para a tribo de Levi foram diferentes, por isso havia o censo para as outras tribos; é importante lembrar que à tribo de Levi cabia a incumbência de tudo o que era do Tabernáculo, e Deus deixou bem claro que quem não fosse levita não poderia nem ousar chegar perto do Tabernáculo, pois morreria. Veja os versículos seguintes, em Números 1: 52-54:

Os filhos de Israel se acamparão, cada um no seu arraial e cada um junto ao seu estandarte (bandeira), segundo as suas turmas. Mas os levitas se acamparão ao redor do tabernáculo do Testemunho, para que não haja ira sobre a congregação dos filhos de Israel; pelo que os levitas tomarão a si o cuidar do tabernáculo do Testemunho. Assim fizeram os filhos de Israel; segundo tudo o que o Senhor ordenara a Moisés, assim o fizeram.

Foi feita uma divisão indicando onde cada tribo iria morar e cada uma tinha sua própria bandeira. Tente imaginar como foi esta distribuição: os levitas com o Tabernáculo e a Casa do Tesouro ficavam no meio do Território e, ao redor deles, estavam todas as outras tribos. Não era permitido aos levitas possuir a sua própria terra.

Perceba a importância de entender como funcionava a questão dos dízimos e das ofertas naquela época: em Malaquias 3:10, Deus está falando à nação toda. Para ajudar a entender, vamos ler um trecho um pouco mais extenso em Números 18:8-24:

Disse mais o Senhor a Arão: Eis que eu te dei o que foi separado das minhas ofertas, com todas as coisas consagradas dos filhos de Israel; dei-as por direito perpétuo como porção a ti e a teus filhos.

Isto terás das coisas santíssimas, não dadas ao fogo: todas as suas ofertas, com todas as suas ofertas de manjares, e com todas as suas ofertas pelo pecado, e com todas as suas ofertas pela culpa, que me apresentarem, serão coisas santíssimas para ti e para teus filhos.

No lugar santíssimo o comerás, todo homem o comerá; ser-te-á santo. Também isto será teu: a oferta das suas dádivas com todas as ofertas movidas dos filhos de Israel; a ti, a teus filhos e a tuas filhas contigo, dei-as por direito perpétuo; todo o que estiver limpo na sua casa as comerá.

Todo o melhor do azeite, do mosto e dos cereais, as suas primícias que derem ao Senhor, dei-as a ti. Os primeiros frutos de tudo que houver na terra, que trouxerem ao Senhor, serão teus; todo o que estiver limpo na tua casa os comerá.

Toda coisa consagrada irremissivelmente em Israel será tua.

Todo o que abrir a madre, de todo ser vivente, que trouxerem ao Senhor, tanto de homens como de animais, será teu; porém os primogênitos dos homens resgatarás.

O resgate, pois (desde a idade de um mês os resgatarás), será segundo a tua avaliação, por cinco siclos de dinheiro, segundo o siclo do santuário, que é de vinte geras.

Mas o primogênito do gado, ou primogênito de ovelhas, ou primogênito de cabras não resgatarás; são santos, o seu sangue aspergirás sobre o altar e a sua gordura queimarás em oferta queimada de aroma agradável ao Senhor.

A carne deles será tua, assim como será teu o peito movido e a coxa direita.

Todas as ofertas sagradas, que os filhos de Israel oferecerem ao Senhor, dei-as a ti, e a teus filhos, e a tuas filhas contigo, por direito perpétuo; aliança perpétua de sal perante o Senhor é esta, para ti e para tua descendência contigo.

Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra, herança nenhuma terás. Eu sou a tua porção e a tua herança no meio dos filhos de Israel.

Aos filhos de Levi dei todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, serviço da tenda da congregação.

E nunca mais os filhos de Israel se chegarão à tenda da congregação, para que não levem sobre si o pecado e morram.

Mas, os levitas farão o serviço da tenda da congregação e responderão por suas faltas; estatuto perpétuo é este para todas as vossas gerações. E não terão eles nenhuma herança no meio dos filhos de Israel.

Porque os dízimos dos filhos de Israel, que apresentam ao Senhor em oferta, dei-os por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse: No meio dos filhos de Israel nenhuma herança tereis.

 

O que vimos nessa passagem toda? O povo de Israel trazia suas ofertas, que nem sempre eram em dinheiro, mas também o que produziam em suas terras e os animais que criavam. Tudo o que a nação de Israel trazia pertencia ao Senhor, e o acesso a tudo isso era permitido aos levitas. Imagine o quão grande era a Casa do Tesouro para armazenar tantas ofertas.

Lembre-se: os levitas não possuíam terra, pois Deus disse que Ele próprio era a herança, o galardão e a porção deles. Então, quando Deus disse em Malaquias 3:10: “… tragam todos os dízimos à Casa do Tesouro…”, ele não se referia aos levitas, pois Ele, Deus, estava no depósito; o sacerdote (que precisava ser um levita) tinha acesso a tudo o que havia no depósito, sem distinção, e estava isento de trazer o dízimo.

Pense como era maravilhosa essa condição: eles não tinham falta de nada, nunca, porque Deus garantiu a provisão. O Tabernáculo representava a Presença de Deus, e a Casa do Tesouro era a sua provisão. Os levitas moravam ao lado da Casa do Tesouro, e, não se esqueça, nunca faltou nada para eles, viviam em abundância. Agora, vamos lembrar que Davi era da tribo de Judá. Somente os da tribo de Levi moravam perto do Tabernáculo; pessoas de outras tribos não podiam se aproximar. Então, dito isso, maravilhe-se com as palavras proféticas de Davi, em Salmos 23:1-6:

O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para sempre.

Que revelação maravilhosa Davi teve! Pois haveria uma transição e, um dia, seria possível a todos entrarem na Casa do Senhor. Davi disse: “… habitarei na Casa do Senhor para sempre”; Jesus disse em João 8:35: “… o filho mora na casa para sempre”.

Hoje nós aceitamos Jesus, nascemos de novo, fomos cheios com o Espírito Santo, fomos adotados por Deus, e não vivemos na periferia, mas na Casa do Senhor para sempre, como filhos. E é isso que está escrito em Romanos 8:14-16:  

         Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual chamamos: Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus.

Observe o que está escrito em Apocalipse 1:6: “… e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!”.

Assim, em Cristo Jesus, fazemos parte desse sacerdócio. Os filhos que nasciam na tribo de Levi tinham acesso a tudo o que estava na Casa do Tesouro. Por serem os filhos do sacerdote, portanto, eram herdeiros de tudo. E essa é a nossa situação atualmente: fomos adotados, somos filhos de Deus e fomos feitos sacerdotes de Deus. Dessa forma, fica bem claro o que está escrito em Filipenses 4:19: E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.

Não há uma Casa do Tesouro no Céu para Ele nos dar, mas temos acesso ao que precisamos por meio de Cristo Jesus.

Vamos voltar um pouco à época em que os levitas cuidavam da Casa do Tesouro. O que aconteceu com aquele povo, com o passar do tempo? Eles ficaram muito ricos, de maneira indevida, e por isso Jesus os chamou de hipócritas. Afinal, Deus havia feito toda a provisão para eles na Casa do Tesouro. Naquela situação em que Deus os havia colocado, nenhum levita poderia dizer que passava fome, pois a porta do depósito permanecia continuamente aberta para eles. Nos dias de hoje, é exatamente isso que o Senhor preparou para nós: temos acesso ao depósito (como lemos em Filipenses 4:19).

Veja, agora, Romanos 8:31-32:  

          Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?

O que acabamos de ler é que Ele, o próprio Deus, é nosso depósito. Mas às vezes é muito difícil aceitarmos essa Verdade, não é mesmo? Por tudo o que nos foi ensinado, nossa mentalidade é outra sobre o assunto. Mas aceite e agradeça a Jesus: hoje, somos filhos de Deus e nos tornamos herdeiros; somos sacerdotes do Senhor e por isso habitamos na Casa Dele para sempre.

Veja o engano dos ensinos que estão por aí. Tenho certeza de que você já ouviu que quem não traz o dízimo é amaldiçoado. Mas reflita: Como assim? Por acaso, os levitas davam o dízimo? Lembre-se: eles moravam na Casa do Senhor e por isso não tinham que dar o dízimo. Dessa forma, não se pode usar Malaquias 3:10 atualmente, fora de contexto, porque fomos feitos sacerdotes e filhos.

Então, de repente, você pode estar pensando: “Ah, que maravilha, não preciso mais dar o dízimo, glória a Deus!” É meu dever lhe exortar: não tire sua responsabilidade de ofertar e dar o dízimo apenas porque você está agora esclarecido em relação a alguns versículos que são usados equivocadamente nas igrejas. Dentro das igrejas, a maioria dos cristãos que estão em falta dessas práticas não está na Presença de Deus para ter a direção Dele do que ofertar, onde, quanto e quando.

O que não podemos é prender as pessoas em Malaquias 3:10, mas temos, sim, toda a responsabilidade em ofertar para o Evangelho ser espalhado por toda parte, dentro da direção de Deus.

O que quero enfatizar é: não precisamos dizimar para crermos que seremos curados das enfermidades: a cura já está no depósito. Você não precisa dizimar para arrumar um emprego, ou ficar livre das dívidas: a solução já existe pra você dentro da provisão divina.

Acho que você já sabe que Deus quer que todos os cristãos sejam livres e tenham “tudo” do que precisam, sem falta alguma. O problema é que nós queremos resolver tudo do nosso jeito. Nós não temos, internalizada, a consciência de que já possuímos um depósito.

A carta aos Hebreus fala de um novo sacerdócio: nós somos esse “novo sacerdote”; podemos entrar na Casa do Tesouro porque as portas estão sempre abertas; podemos adquirir tudo o que precisamos, porque Deus já fez a provisão. O depósito tem que estar gravado em nossas mentes, temos que ver as portas abertas. Não esperemos a porta se abrir, mas vamos até lá para pegar o que precisamos.

Sim, você pode ir lá pegar porque você é da tribo de Levi. Como vimos, o paralelo hoje, no Novo Testamento, é Filipenses 4:19, afinal, o meu Deus supre todas as minhas necessidades em glória, por Cristo Jesus. Meu irmão, não estou querendo dizer que devemos esbanjar, não é isso, mas você não precisa mendigar para entrar na Casa do Tesouro.

Imagine como Deus se sente ouvindo essas pregações sobre Malaquias 3:10. É claro que Deus ama essas pessoas, mas é uma pena não saberem receber a herança digna por serem filhos de Deus.

Bem, sei que a mente natural não aceita as coisas espirituais, por isso aconselho você a orar todos os dias em línguas, ler a Palavra de Deus, os livros do Novo Testamento, um de cada vez, e adorar o Senhor. Com essa Comunhão com Deus, sua vida vai mudar a ponto de você saber receber tudo o que precisa, apenas porque você entendeu que você é filho, herdeiro e sacerdote do Senhor. Tudo o que você precisa está a sua disposição na Casa do Tesouro.

         Graça e Paz,  Ana Maria Dias

Print Friendly