DAVE  ROBERSON

Agosto – 2015

Querido Amigo,

 

Crentes no mundo todo estão buscando por ajuda para mudar. A maioria têm problemas em seu caráter que não gostam, mas não sabem como se livrarem deles. É geralmente nesse momento que as pessoas me procuram e eu lhes ensino sobre a oração em línguas para edificação pessoal. Digo-lhes que podem orar em línguas quando e por quanto tempo quiserem. Quando oram nessa língua sobrenatural, estão permitindo que o Espírito Santo lhes ensine como sair DE PROPÓSITO de uma vida dominada pela carne e começar uma vida dominada pela natureza de Cristo – a nova natureza – dentro deles.

 

Claro que sempre tomo o cuidado de alertar o crente que se dedica a uma vida de oração que esteja preparado para uma guerra interna. Isso porque uma pessoa não pode orar consistentemente em línguas sem que suas falhas de caráter e impurezas sejam expostas – inclusive aquelas das quais ele NÃO quer se livrar. É aí que a guerra começa. Não importa o quanto uma pessoa tente lutar contra a verdade, é impossível que ela cresça em Deus sem ser purificada de coisas que a impedem se seguir adiante. É por isso que confiar em Deus é tão importante.

 

Veja, o Espírito Santo sabe o que Ele está fazendo e não vai tentar purificar todas as áreas da sua carne de uma vez só. Ele esperará até que você se edifique em um lugar no espírito através da oração em línguas onde poderá vencer a batalha emocional quando ela começar durante a purificação. Na medida em que você se dedica à oração, o Espírito Santo proverá a língua para o seu espírito orar a respeito do que Ele sabe ser mais importante na sua vida. Nesses momentos de edificação, você está entregando sua autoridade a Ele, dando-Lhe permissão para agir dentro de você. Portanto, uma das primeiras coisas que o Espírito Santo faz com a sua autoridade é acordar sua consciência, que é a voz da sua nova natureza.

 

Sua consciência é o parâmetro moral da sua vida que ajuda a relembrá-lo de quem você realmente é em Cristo toda vez que você sai das verdades e entra na carnalidade. Contudo, um alerta da sua consciência não é apenas um sinal de que você está na direção errada, é também uma indicação de que o Espírito Santo está com você – COM SEU PODER – para mortificar esses desejos carnais.

 

Durante momentos de conflito, quando você se sentir tentado a pecar, existem apenas duas alternativas: ou a sua carne ou seu espírito nascido de novo será vencedor. Mas se você adicionar sua fé – entregando sua autoridade – ao Espírito Santo e começar a resistir ao desejo de pecar, a mortificação acontecerá e o Espírito Santo purificará você do desejo pecaminoso. Ou seja, você passará a estar edificado acima da carne.

 

Além dos momentos de oração em línguas, ler, assimilar e meditar na Palavra é tão importante quanto o processo de edificação e mortificação na nossa vida. Jesus nos diz em João 15:1,2:

            Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.

            Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

 

Nós somos os galhos da árvore conectados a Jesus – a Videira verdadeira – portanto, devemos ver a purificação como parte necessária para produzir frutos no Reino do Pai. Durante esse processo de purificação, quando parece que todos os diabos que existem estão atacando nossas emoções e nossa alma, a Palavra de Deus deve ser o parâmetro que seguiremos. A Palavra é o único agente qualificado para diferenciar nosso espírito nascido de novo das partes não renovadas da nossa alma que ainda seguem as ordens da carne. Hebreus 4:12 explica da seguinte forma: Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.

 

A Palavra de Deus – essa espada de dois gumes – penetra nosso espírito nos momentos de oração em línguas, assimilação e meditação na Palavra, construindo uma fundação firme da verdade em nosso homem espiritual. É através desse mesmo lugar de edificação que o Espírito Santo nos mostra as áreas mortas de nossa vida para que possamos dizer, “Tenho nojo disso. Espírito Santo, obrigado por cooperar comigo para que eu me livre dessa impiedade de uma vez por todas”.

 

O melhor do Pai para nossa vida acontece quando permitimos que o Espírito Santo nos purifique dessas impurezas e hábitos ímpios assim que eles nos são expostos – e PODEMOS fazer isso quando dizemos “não” à nossa carne todas às vezes, escolhendo andar no espírito. Romanos 13:14 nos diz: Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências. E também Lucas 9:23: E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.

 

Contudo, a carne é resistente e às vezes temos dificuldade em crer que conseguiremos vencê-la. Haverá momentos em que olharemos para as áreas mortas em nossa vida e diremos, “Deus, eu vejo essa área de pecado. Sei que ela precisa sair da minha vida, mas não quero me livrar dela ainda”.

 

Se você se ver em um impasse desses, por favor, não deixe de agir. Continue orando em línguas! Continue lendo e confessando a Palavra de Deus. Continue entrando na Presença do Pai através da adoração pessoal e jejue também. Se você aplicar essas chaves fundamentais em sua vida e se recusar a desistir, você acabará tendo o desejo de se livrar desses pecados. É assim que funciona o processo de edificação, quando você sai de uma vida dominada pela carne e entra em uma vida dominada pela natureza de Cristo em você. E uma vez que você é vencedor nessa batalha, verá que tinha, sim, toda a força que precisava para se livrar do pecado no mesmo momento em que se deu conta dele. Tamanha é a grandiosidade da misericórdia e bondade do Pai conosco.

 

Deus anda conosco no inferno – em meio às nossas tribulações emocionais, fracassos e fraquezas – se lutarmos por nossa libertação. Ele estará presente com Sua graça e poder até atingirmos a vitória, contanto que paremos de nos justificar e encontrar desculpas para o pecado, escolhendo praticar as chaves fundamentais que operam a edificação e mortificação em nossa vida enquanto lutamos.

 

A partir do momento que você nasceu de novo, você recebeu tudo o que precisava para viver uma vida completamente livre do pecado. Naquele momento milagroso, sua natureza pecadora foi substituída pela natureza de Cristo dentro de você e seu espírito nasceu de novo. Imediatamente, a lei do espírito da vida em Cristo Jesus passou a operar e libertou você da lei do pecado e da morte (Romanos 8:2). E os benefícios não pararam por aí. Algum tempo depois você foi batizado no Espírito Santo e o terceiro Membro da Trindade passou a morar dentro de você.

 

Agora, como crentes nascidos de novo e cheios do Espírito, não só gozamos da obra consumada da lei de Deus, que nos declarou livres para sempre da lei do pecado e da morte, como também temos o Espírito Santo operando continuamente por nós quando entregamos nossa autoridade a Ele na oração em línguas:

            E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que             havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

            E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus             intercede pelos santos. (Romanos 8:26,27)

 

Enquanto ainda estamos sendo transformados na verdade da Palavra de Deus, na imagem madura de Cristo, também temos o Espírito Santo para nos ajudar a mortificar as fraquezas da carne, permitindo que andemos livres na lei do espírito da vida em Cristo Jesus que reina em nosso espírito.

 

Não foi por acaso que logo após o Apóstolo Paulo dizer em Romanos 8:13: porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis, ele também disse: Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus (v.14). O versículo 14 é continuação da ideia apresentada no 13. A expressão “filho de Deus” se refere ao crente maduro que entende tanto a liberdade que recebeu do pecado através da nova natureza quanto o poder disponível através do Espírito Santo para ajudar a perpetuar essa posição de justiça. Ele é agora um filho de Deus que vive a partir de seu espírito nascido de novo em vez das ordens da carne. As tendências carnais, hábitos ímpios e fortalezas não podem mais dominá-lo.

 

Isso quer dizer que todos os que obedecem à liderança moral e juízo de sua nova natureza, permitindo que seu espírito humano seja ensinado pelo Espírito Santo, é um filho maduro de Deus. É através do espírito – a natureza de Cristo dentro de nós – que mortificamos os feitos da carne. A presença do Espírito Santo da mesma forma nos liberta de todo comportamento e pensamentos impuros.

 

A carne é um inimigo forte – precisamos mortificá-la todos os dias. Contudo, temos tudo o que precisamos para dizer “não” aos seus desejos. Temos uma natureza livre da poluição do pecado e também temos o Espírito Santo nos ajudando a andar nessa liberdade acima das impurezas da carne. Na medida em que cooperamos com Ele usando as chaves fundamentais que Ele nos deu para nossa edificação e maturidade – como a oração em línguas, meditação na Palavra, jejum e adoração – Ele continuará fortalecendo nosso homem interior, ajudando-nos a mortificar os feitos da carne e purificar todas as áreas mortas de nossa vida para produzirmos mais frutos no reino do Pai. Isso é motivo suficiente para nos regozijarmos como Paulo em Romanos 8:18: Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada – nós, os filhos e herdeiros de Deus!

 

Seu colaborador,

Dave Roberson

 

Print Friendly, PDF & Email