DAVE ROBERSON

Outubro – 2013

Querido Amigo,

É maravilhoso o quão livre podemos nos sentir em meio a tribulações e circunstâncias adversas quando sabemos que o que está acontecendo é temporário. Há muito tempo, decidi que a minha habilidade de andar em paz não seria afetada pelas circunstâncias externas. Desde então, estabeleci em meu espírito que a Palavra de Deus e a Sua paz é que determinariam minha vida.

Eu recomendo muito que você busque este tipo de liberdade. Determine que não importa o que aconteça na vida, você escolherá a verdade da Palavra de Deus acima dos fatos que estiver enfrentando.

No campo de batalha, a sua vitória ou derrota vai depender da sua fé em quando Deus diz, “Creia em Mim” e o diabo diz, “Não creia”. VOCÊ é o fator que decide. Como a batalha será travada depende de você.

Talvez você diga, “Mas, você não sabe pelo o que eu tenho passado, Irmão Roberson”. Ah sim, mas acontece que a batalha não acabou ainda.

“Mas, eu tentei toda aquela fé, e tudo o mais, confessei a Palavra de Deus e não funcionou para mim”.

Aí está o problema – não se “tenta” a fé. Ela só é bem sucedida quando você acredita que tem a resposta antes de vê-la, não importando o que as aparências mostrem. Aliás, a fé diz, “Eu, realmente, não me importo com o que vejo ou sinto – EU SEI que tenho a vitória no Nome de Jesus!”

Deus criou nossos sentimentos e emoções para que fossem nossos servos. Mas a maioria de nós se entrega a eles, deixando-se dominar, o que, por sua vez, causa o desenvolvimento de fortalezas malignas em sua alma. É por isso que em Segunda Coríntios 10:4,5 Paulo diz:

            Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus para destruir fortalezas.

            Anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus….

            Assim, as armas para a nossa batalha são poderosas em Deus para que propósito? Para DESTRUIR FORTALEZAS e ANULAR SOFISMAS. Esta frase “anular sofismas” refere-se à destruição de pensamentos que são guiados e capacitados pelos tipos errados de emoção.

Você talvez diga, “Estas fortalezas devem ser como o ‘Forte Knox’ se elas somente podem ser derrubadas por estas poderosas armas de Deus”. Na verdade, quando um sistema de pensamentos errados é capacitado por emoções negativas, pode ser muito mais difícil derrubá-las do que seria derrubar o Forte Knox!

Não seria agradável se levantássemos uma manhã e disséssemos, “Eu não vou mais ter estas emoções negativas” e isso realmente acontecesse? Se pudéssemos fazer isso, todas as farmácias, no mundo inteiro, estariam falidas! Mas, emoções negativas são forças poderosas que geralmente não podem simplesmente ser dispensadas, elas precisam ser contornadas.

Muitos dizem que a vontade é a parte mais poderosa da alma humana. Mas eu já vi pessoas tomarem decisões poderosas que deveriam durar pelo resto de suas vidas, sendo que mais tarde aquelas seriam abortadas pelas emoções negativas!

Contudo, felizmente, as emoções podemse tornar suas servas em vez de serem suas inimigas, e posso lhe dizer por experiência própria – quando você aprender a fazer suas emoções o servirem através da paz que Jesus nos proveu, você finalmente descobrirá o que é NÃO ter um dia ruim! Os seus dias talvez ainda tenham algum tipo de lixo que antigamente perturbavam suas emoções, mas essas coisas negativas não afetarão você mais.

É tão bom experimentar dias vindos desse lugar de paz! Como você chega lá? Percebendo que suas emoções não precisam controlar você.

Veja, quando se trata das coisas de Deus, NÓS somos o campo de batalha. Deus nos quer, o diabo também, mas nós é que escolheremos a direção a seguir.

Você descobrirá que uma das maiores batalhas da fé acontece quando suas emoções tentam impedi-lo de adorar a Deus. Deixe-me lhe dizer – se você quer ter um ano ruim simplesmente deixe suas emoções ganharem essa batalha! Mas se você quiser que os dias vindouros sejam melhores do que as presentes circunstâncias, você precisa ter certeza de que está vencendo quando se trata de passar tempo a sós adorando a Deus. Imagine a autoridade e poder que você libera quando levanta suas mãos e adora a Deus, agradecendo-Lhe por aquele caminhar de paz, mesmo antes de experimentá-lo!

Talvez você diga, “Mas eu pensei que a minha batalha era contra as circunstâncias que eu estou enfrentando”. Se você realmente quer mudar o mundo ao seu redor, então primeiro você precisa mudar o mundo que está dentro de você, pois a Bíblia diz que como o homem pensa em seu coração, assim ele é (Provérbios 23:7).

A vida, realmente, começa a ficar agradável quando você pára de servir as suas emoções e elas começam a servir você. Simplesmente considere por um momento que poderoso efeito as emoções têm sobre o seu corpo. Por exemplo, o que acontece quando um policial manda você parar o carro e lhe pede sua carteira de habilitação – e você sabe que está acima da velocidade permitida ou guiando irregularmente?

O policial diz, “Por favor, deixe-me ver a sua carteira de habilitação?”

Você diz, “Um momento, por favor, deixe-me pegá-la”. Então, tateando dentro da sua bolsa (ou carteira) sem nenhum sucesso, você despeja tudo o que tem lá dentro no assento do carro, vasculhando aquela bagunça. Frustrado, você exclama, “Eu tinha certeza de que ela estava aqui!”

Se você não estivesse sob qualquer pressão, você poderia procurar dentro da bolsa ou da carteira e tirar de lá a sua carteira de habilitação sem nenhum problema. Mas, aquele curto prazo de busca causado pela pressão do policial em pé, na sua janela, pode ter tal efeito em sua mente, trazendo-lhe confusão e agitação. Bem, se isto acontece com uma pressão temporária, simplesmente imagine o que seria viver assim todos os dias.

Por outro lado, imagine o que seria viver em paz contínua. É isto o que eu comecei a experimentar nos últimos anos quando decidi crer no que Deus disse sobre a minha vida e futuro e comecei a passar tempo adorando-O pelo que Ele é e pelo que me tornou – mesmo em meio a circunstâncias muito difíceis. Experimentei níveis de paz dos quais sabia muito pouco e tinha dificuldade de descrever. E quando eu pensava ter dominado este assunto e que teria palavras para descrever o que sentia naquele lugar de paz, descobria mais tarde que havia um outro lugar de paz a ser atingido!

Eu não posso lhe descrever adequadamente o efeito maravilhoso que os momentos contínuos de paz produzem no corpo e na mente de uma pessoa. Aos setenta, eu quero ter oitenta, e aos oitenta eu vou querer ter noventa. Aos noventa, eu vou querer ter cem. Por quê? Porque eu sei que saberei muito mais sobre como andar em paz e íntima comunhão com Deus!

Posso me lembrar das partes do meu corpo que se desgastaram entre os meus trinta e cinco e quarenta e cinco anos. Eu tinha dores contínuas e de todos os tipos. Mas muito daquilo tudo sumiu durante os meus cinqüenta e cinco e sessenta anos. Então, se eu me senti bem aos sessenta, como me sentirei nos meus setenta anos? Bem, isto vai depender da minha decisão de continuar ou não buscando Deus – e eu posso lhe garantir que é exatamente isto o que farei!

Simplesmente, tente imaginar o que aconteceria com a sua mente se você lhe permitisse ser banhada naquele tipo de paz constante que encontramos somente na Presença de Deus. Eu estou falando daquele tipo de paz constante que faz da alegria a sua força e a ordem do dia. Quando isto acontece, coisas ruins não dominarão mais a sua mente e emoções, pois quando elas vierem você será capaz de controlar seus pensamentos e sentimentos através da fé em quem Deus é e em quem você é Nele!

Uma vez, Deus usou uma casa em um bairro perto de minha casa para me ensinar uma lição sobre a importância deste tipo de transformação interior. Todos os moradores do bairro detestavam aquela casa. Havia lixo empilhado até os joelhos por todo o quintal. A casa estava em um estado calamitoso, necessitando de uma boa pintura. O batente da porta estava enferrujado e empinado. O mato estava crescido. Muitos carros velhos sem pneus estavam espalhados por lá. E tudo isso era bem no meio de um belo bairro. A vizinhança até fez um abaixo-assinado para fazer com que aquele homem limpasse sua propriedade, mas, ninguém, de maneira alguma, conseguiu convencê-lo.

“Eu moro aqui muito antes que qualquer uma destas casas fosse construída”, ele dizia, e se recusava a fazer qualquer coisa.

Contudo, o Espírito Santo usou desta situação para me ensinar uma coisa. Um dia passando de carro por este bairro eu vi aquela coisa horrível e pensei, Ah, meu Senhor, que bagunça! De repente, o Senhor me perguntou, “Você sabia que a aparência desta casa é o retrato fiel do interior do homem que mora nela?”.

Ah! Tal revelação tocou a minha mente e a primeira coisa que fiz quando cheguei em casa foi carpir o mato!

Bem, aquele homem finalmente faleceu e seus filhos limparam a sujeira que ele tinha deixado. Mas, enquanto viveu, ele não mexeu em nada. Parecia que seu objetivo na vida era ser um espinho na carne dos vizinhos.

O que eu quero dizer com essa história? Bem, suponha que aquele homem tivesse ganhado na loteria e comprado uma casa nova, um carro novo e construído uma piscina. Neste caso, eu lhe garanto que em poucos anos o carro novo estaria em pedaços; a piscina estaria cheia de água suja e parada e a casa estaria precisando de reforma. Por quê? PORQUE O HOMEM NÃO QUIS MUDAR O QUE ESTAVA ACONTECENDO EM SEU INTERIOR.

Quando você aprende a conquistar o mundo que está dentro de você, você dominará o mundo que está fora. E você saberá que já está atingindo esse objetivo quando as circunstâncias ao seu redor não puderem mais controlar você. As tempestades ainda virão, mas elas não afetarão você como antes. Elas não tirarão mais a sua vitória ou a sua alegria. Quando isto começar acontecer, seus dias serão cheios de paz, e não importará o que o inferno tente fazer para destruir você.

É deste jeito que você entra na conquista. Toda vez que o diabo colocar qualquer obstáculo em seu caminho, você simplesmente o verá como uma outra montanha insignificante que terá que sair da sua frente. Claro que assim que você acabar de eliminar um monte, um outro imediatamente aparecerá. Mas, não tem importância, porque uma vez que você entrar naquele lugar de paz contínua, você será capaz de vencer QUALQUER COISA que o inimigo queira lançar contra você!

Você sabe o que eu descobri sobre a paz de Deus? Todos os agentes que promovem saúde estão contidos dentro dela. E quando você começar a deixar que a paz sustente você, todos aqueles agentes de saúde irão trabalhar dentro de você para trazer cura em todas as partes de seu ser.

Um fator chave em nosso caminho para achar naquele lugar de paz contínua é orar muito em outras línguas. Especialistas dizem que nós geralmente usamos somente dez por cento de nosso cérebro. Mas, ao continuarmos passando nosso tempo na Presença de Deus através da adoração pessoal e oração em línguas, até mesmo o nosso cérebro começará a acordar!

Posso comprovar isso com base nos trinta anos de experiência que tenho sobre o que acontece com alguém que se recusa a desistir do processo de edificação. Eu estou lhe dizendo que a mente verdadeiramente começa a ser despertada no potencial completo para o qual Deus a designou!

A oração em línguas ajuda a despertar sua mente, pois através desta linguagem sobrenatural você permite que Deus vá à frente de você e cuide dos problemas antes que eles aconteçam. Pouco a pouco, sua mente começa a sentir o descanso que vem ao experimentarmos menos e menos pressões negativas. É isso o que Isaias 28:11,12 se refere, ao dizer:                       

            Pelo que por lábios gaguejantes e por língua estranha falará o SENHOR a este povo,

            Ao qual ele disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado e este é o refrigério…

Você pode imaginar o alívio que a sua mente sentiria se todas as pressões causadas em um ano inteiro fossem removidas dela? É isso que pode lhe acontecer, se você aprender a fazer das suas emoções suas servas e parar de se preocupar com as circunstâncias aparentes.

Mas, lembre-se – “preocupação” não é a mesma coisa que “responsabilidade”. Têm pessoas que pensam que “não se preocupar” significa ficar deitado, preguiçoso e descuidado de tudo, sem pagar suas contas e sem responsabilidade ao que lhe é devido. Mas a definição correta de “preocupar-se” neste contexto é “ser perturbado pela preocupação” – e nós só podemos experimentar uma liberdade genuína deste tipo de preocupação quando tivermos uma responsabilidade genuína.

Por outro lado, nós não podemos ter responsabilidade total enquanto estamos preocupados com nossos próprios problemas. Somente quando somos libertos das preocupações e andamos na paz divina é que Deus será capaz de garantir nosso sucesso.

Lembre-se: a verdadeira batalha com a emoção é vencida na arena da adoração. Deixe-me lhe dizer algo que descobri que pode ajudar você. Durante aqueles momentos quando eu dificilmente conseguia adorar por causa das emoções que estavam tentando me pôr para baixo, percebi que ainda podia orar em línguas. E, porque eu ainda podia orar em línguas, gradualmente recuperei o que tinha perdido até poder voltar a adorar novamente. Uma coisa que eu NÃO fiz, contudo, foi ficar sem fazer NADA.

Se você se recusar a pôr no chão as suas armas e não fazer nada, você vencerá, independentemente do seu chamado. Parte do plano e programa de Deus para você é prepará-lo para o que lhe é designado a fazer nestes últimos dias. Não importa se você não está capacitado mental ou fisicamente para começar o que Deus lhe chamou a fazer. Ele ajeitará tudo para você – contanto que você não desista da luta.

Veja, as circunstâncias do seu passado e histórico familiar não determinam como será o futuro de sua vida. Você não teve nenhuma escolha em seu primeiro nascimento. Pode ser que você não tenha tido pais crentes que sabiam como interceder por você. Mas estamos falando sobre o seu segundo nascimento, não o primeiro. Estamos falando sobre a nova natureza que Deus lhe deu quando visitou você no seu novo nascimento – a mesma nova natureza que Ele deu para qualquer outra pessoa na face desta terra que é nascida de novo.

Isto significa que você tem o mesmo ponto de partida que qualquer outro filho ou filha de Deus. Você foi criado igual a qualquer outra pessoa que nasceu Dele. Deus não faz acepção de pessoas. Ele não tem poder em Si mesmo para ter preconceito, favoritismo ou amor para com um de Seus filhos mais do que o outro. Não importa o quão injusto tenha sido o seu primeiro nascimento; o seu segundo poderá ajustar tudo.

Mas, lembre-se: VOCÊ é o fator que decide em qual lado da batalha você estará. O Deus que você serve já conquistou a vitória de todas as maneiras. Portanto, aprenda a fazer com que as suas emoções lhe sirvam através da paz que você tem em Cristo. Assim, à medida que você determina fazer o que Deus diz, todas as montanhas que você encarar serão removidas e a alegria divina e a paz serão a ordem do dia!

Seu amigo e colaborador

DAVE ROBERSON

Print Friendly, PDF & Email